PT/BR Milton José Rodovalho Moreira de Lima / Guardião Universal / Milton Mirote / Milton Cabeça de Ferro - Um dos maiores crânios da internet brasileira, justiceiro lutador de artes marciais e filósofo escritor se promovendo nas próprias alucinações e bipolaridade.

Sparky Lurker

kiwifarms.net
Conheça um do maiores CDFs brasileiros: Milton Mirote
1459686_656237611087925_1481777577_n.jpg
Milton Mirote é um blogueiro e vlogueiro de Açaílândia que ficou conhecido por portar um dos maiores crânios da internet brasileira, sempre lutar pelos mais oprimidos, treinando artes marciais e descrever suas opiniões e alucinações da forma mais ilegível possível em seus posts e vlogs.

Milton fez sua primeira aparição na internet em 2006 quando foi pego no flagrante em uma confusão com um dono do armazém que era muito controlador com a filha e a mulher e Milton decidiu se intrometer arrancando uma parte da orelha do dono, o resultado acaba com o Milton levando uma marretada na cabeça ao vivo em que começa a sangrar mas continuando de pé sem sofrer nenhuma instabilidade física assim se transformando em uma lenda na internet brasileira:


Em 2008, Milton começou um blog e um perfil no Orkut, e ainda no auge de sua fama decide participar de várias entrevistas e aqui você confere uma delas:
http://ojovemsonhador.blogspot.com/2008/04/entrevista-do-ox-blog.html (http://archive.li/HjSUn)
1. Como você encarou a repercussão do vídeo na Internet, que desde dezembro de 2007 já conta com mais de 72 mil visualizações? Bem... Eu fiquei sabendo do vídeo só no início desse ano. Queria saber qual seria a opinião das pessoas q o vessem. Postei então o vídeo em algumas comunidades. Teve gente me apoiando nos posts e também gente me trucidando. Tive críticas positivas e construtivas. De repente do nada não parava d vir gente me adicionando no orkut, msn, me mandando scraps. Felizmente a maioria me mandava e me manda até hoje scraps me apoiando. Poderia ter apagado meu profile, mas preferi continuar com ele ainda no orkut pra responder e esclarecer as coisas pra as pessoas q me procuram. Nem eu imaginava q o vídeo ia repercurtir tanto. Mas está repercutindo.
2. O seu acompanhante saiu bastante ferido, inclusive solicitando socorro médico para os membros da equipe de reportagem. Quem é e o que aconteceu com vocês após aquele fato? O acompanhante era meu irmão. E os reporteres d TV Paragominas. Hoje felizmente meus amigos. Mas já me acharam q fosse transtornado, hoje não pensam mais isso. Na hora q eles estavam filmando e virão meu mano todo machucado e pedindo ajuda. Eles ficaram sem saber o q fazer. Um deles até mencionou q não queria levar meu irmão Luís no carro. Mas tentaram ligar pra minha mãe. Felizmente os Guardiões espirituais d meu irmão, colocaram minha mãe coincidentemente pra passar naquele momento pra q meu irmão fosse socorrido. Ela o levou pro médico. Antes d minha mãe aparecer. Eu tinha chamado meu irmão pra ir comigo pro hospital. Ele disse q ia ficar esperando minha mãe chegar e queria q eu fizesse o mesmo. Eu não tinha noção da gravidade do ferimento d meu irmão. Pensei q não fosse algo muito sério pelo fato dele estar em pé ainda. Um cara q tava vindo d Honda Biz me viu ferido e parou pra me levar pro hospital. Quando cheguei lá. Me aplicaram um remédio, acho q era aldol, minha mãe também estava lá. Quando acordei, queriam me levar pra Belém, meu irmão já tinha ido pra lá as pressas pra fazer uma cirurgia, ele viria a ficar internado por duas semanas lá. Eu então fui pra clínica psiquiátrica. Lá eu tinha duas opções q o médico me deu. Ou me tratava com minha família q iria ficar uns tempos comigo na fazenda dos meus avós ou eu ficava lá me tratando naquele inferno. Pelo pouco do bom senso q tinha optei em ficar com minha família na fazenda d meus avós. Eles tiveram d me suportar dando crises pelo fato deu não querer tomar os medicamentos, q só me deixavam mais furioso depressivo. Fui me tratando desde então.
3. Tem alguma notícia dos agressores? Você chegou a mover alguma ação na justiça contra eles? O cara q eu mordi a orelha a mulher largou ele. E quando na época tentamos fazer a justiça agir. Não deu em nada. Os caras são da Assembléia d Deus. Os assembleianos mandam aqui na cidade. A justiça aqui só funciona pra poderosos ou amigo d poderosos. No caso os caras são amigos d poderosos q escondido nas Igrejas deram um jeito d abafar o caso. Os caras ficaram impunes. Mas é questão d tempo pra eles se lascarem feio agora q o vídeo está sendo divulgado do jeito q ta.
4. Trecho extraído do seu blog: “meu sonho é ver um dia esse livro na casa de cada brasileiro, assim como é com a Bíblia. E depois... Porque não na casa de cada família do mundo?” Fale um pouco sobre o seu livro, “Espíritos Indomáveis: revelações de um jovem sonhador”. De onde saiu a inspiração? Pretende publicá-lo? A idéia é mesmo espalhar seus ensinamentos? O meu livro eu comecei a escrever com 17 anos. Só recentemente q vim publicá-lo primeiramente no blog. A inspiração pra escreve-lo. Foram jogos d RPG, filmes d aventura e teoria da conspiração. E coisas q me aconteceram d verdade na minha vida. A editora Novo Século aprovou meu livro. Só q sai muito caro pro bolso dos meus pais pra publicá-lo. Então estou correndo atrás d Gráficas pra publicar d forma independente mesmo. Com minha fama, não vou precisar q meu livro tenha um selo d editora pra ser vendido. Quando publicá-lo, estarei avisando no meu blog e orkut. O objetivo do meu livro é realmente espalhar meus ensinamentos q levei um bom tempo pra aprender e descubrir. Pois quero q as pessoas libertem suas trindades, q é formada pelo corpo mente e espírito. Só assim todos nós vamos poder usar o potencial da trindade d cada um pra q todos nesse mundo tenham uma vida em harmonia com sigo mesmos e com seus próximos e com Deus.
5. Acredito que a sua noção de terrorismo ainda não ficou clara pra quem acompanhou o vídeo. Você se considera mesmo um terrorista? Fale um pouco sobre a sua atuação e objetivos nesse sentido. Realmente faço terrorismo e sou um terrorista. Mas o terrorismo q faço, não tem como ser provado, mesmo eu falando como o faço. Porque ninguém acredita hoje em dia em magia ou em outro nome, manipulação d energia. Consigo manipular essas energias pra q aconteça o caos. É simples. Alguém t deixou grilado. Você vai ficar com sua trindade num tremendo caos. Isso pode afetar sua mente, corpo e espírito lhe fazendo ficar com doenças psicológicas e físicas e doente espiritualmente. A tendência é sua realidade virar um caos também. Porque a realidade é reflexo dessa trindade particular d cada um. Quando ela está ruim. A tendência é alem d você ficar doente mental e fisicamente, tudo a seu redor ficar ruim e tudo na sua vida começar a dar errado. Quando sua mente e copo está um caos, a tendência e essa energia universal presente em tudo e inclusive na sua trindade vibra no caos destrutivo. Como ia dizendo, além do seu corpo e mente ficarem doentes. O seu espírito q é pura energia, começar a vibrar no caos destrutivo fazendo tudo dar errado. E quanto mais gente estiver vibrando espiritualmente no caos destrutivo e contaminado uns aos outros. Vai haver o caos q se manifesta no homem através da mentira, violência, guerras, corrupção e também se manifesta na natureza através d chuvas fortes, tufões, tsunamis, furacões. Porque a energia do nosso espírito influencia a trindade dos outros e também influencia a natureza ao nosso redor. Bem. Como faço meu terrorismo. Eu absorvo energias d caos destrutivo. Puxo muitas dessas energias q me deixam irritado bravo e com um tremendo mal estar e extremamente revoltado com o q acontece no mundo e no meu país. Depois eu solto toda essa energia d caos destrutivo q vai pra cima daqueles q estão vibrando no caos destrutivo, eles a puxam e se alto destroem tornando sua próprias vidas um caos completo. Com a trindade deles vibrando no caos, eles começam a se ferrar e também fazem a natureza ferrar eles mesmos. Um exemplo. Minha cidade é extremamente corrupta e hipócrita. Resolvi fazer o caos se manifestar nela. Liberei essas energia d caos destrutivo e joguei pra cima d todos q fazem mal uso das minhas regras d ouro. O q aconteceu. Choveu bastante aqui. Pessoas tiveram suas casa destruídas ou alagadas. Fazendeiros ficaram ilhados. A chuva em excesso levou a minha cidade a ter vários problemas. Com toda essa chuva, a praça q o prefeito está construindo e q fica no centro, está parada. O prefeito é o dono da TV Paragominas, ele se omitiu devido ao vídeo e não fez nada. Não publicou o vídeo. Faço o caos se manifestar d várias formas. Desde as pessoas q são atingidas pelas energias q eu solto sofrerem acidentes fatais bem ao estilo o filme premonição. A pequenos acidentes q lhes dão algum pequeno ferimento. Faço o caos se manifestar nas pessoas mentirosas q acabam tendo suas máscaras retiradas pra q todos saibam e façam a vida dela se tornar um inferno. Use a imaginação meu caro. O q seria o caos se manifestando tanto na mente quanto no corpo e no espírito? Eu estou falando do caos destrutivo. Existe o caos construtivo q é bom pra todos. Um exemplo d caos construtivo. Seria você morar numa casa com 13 pessoas, cada uma com pensamentos e convicções diferentes, mas todos se respeitando e se dando bem, aceitando as diferenças d um do outro. Só mais uma observação q ia me esquecendo. Qualquer um pode fazer o caos surgir como eu faço. Se você estiver tenso, procure relaxar, se você estiver nervoso, procure se acalmar, se estiver com medo, procure ter coragem, se estiver triste, procure ficar feliz. Pra isso vale tudo meu! Desde orar, fazer sexo, desenhar, escrever, falar com alguém, ir na Igreja, brincar como criança, cantar, dançar, fazer alguma arte-marcial. Faça tudo q deixe bem seu corpo mente e espírito. Fazendo isso, você se livra d todas vibrações destrutivas q estão no seu corpo e elas voltam pra quem te fez estar com a trindade vibrando no caos destrutivo. Se você quiser saber mais. Entre no meu blog e aprenda melhor sobre essas técnicas q lhes falei. Se sua trindade estiver bem e em harmonia. A tendência é tudo na sal realidade ficar uma maravilha.
6. Tenho a impressão de que filmes e livros de ficção são grandes influências na sua vida, assim como na minha. Quais são os seus favoritos? Efeito Borboleta, O advogado do Diabo, Click, Highlander, O Corvo, Matrix, O Reino, Deus é Brasileiro, Tropas d Elite.
7. Você comenta no vídeo que vai “entrar na mente” daquele Sr. com o “rasgadinho” na orelha. Foi apenas uma colocação metafórica ou é mesmo possível executar tal proeza?
Eu realmente faço isso e qualquer um pode fazer se quiser, basta disciplinar, mente corpo e espírito. Tem um cara t enchendo o saco e querendo t bater? Deixando toda sua trindade vibrando no caos destrutivo. Eis o meu conselho, se estiver tenso, procure relaxar, se estiver nervoso, procure se acalmar. Assim você se livra d todas energias destrutivas q estão na sua trindade e passa a rebate-las d volta pro seu oponente. Essas energia destrutivas q estava na sua trindade entram na trindade dele e o seu oponente colhe o caos destrutivo q mandou pra você, logo ele se ferra. Obviamente você também pode fazer a mesma coisa pra harmonizar a trindade d seus próximos. Se o cara quer t ferir, faça a trindade dele vibrar em harmonia e ele não o ferirá e estará do seu lado. Pra fazer isso, basta ter bons pensamentos e boas palavras serviram pra harmonizar a trindade seu próximo q o respeitará.
8. Existe outra passagem interessante, onde você informa que as pessoas da sua cidade acreditam na sua falta de sanidade mental, mas logo depois afirma ser realmente um perturbado em tratamento. Você possui algum transtorno? Pode falar um pouco sobre ele, até como forma de contribuir com outras pessoas que sofrem atualmente com o mesmo problema.
Muitos médicos já me diagnosticaram com algum transtorno. Mas o transtorno até agora mais aceito por mim mesmo, é a bipolaridade. Mas eu sinceramente, já cheguei a pensar q era mesmo um transtornado. Hoje já não me vejo mais como um transtornado. Sou apenas eu mesmo, mas pelo fato d ser diferente e quebrar os padrões da sociedade, as pessoas me vêem como louco. Algo q realmente não sou. Uma dica q dou pra bipolares ou pra qualquer um q tem algum transtorno. Faça d tudo pra deixar sua trindade e d seus próximos ficar em bem e em harmonia.


9. Deixe uma mensagem para o público do Ôxe! BLOG.
Aqueles q quebrarem as Regras d Ouro da Libertação, transformarei suas vidas num inferno completo. Aqueles q fazerem bom uso das regras d ouro da Libertação, terão suas vidas transformadas num verdadeiro paraíso.
Nessa época ele também começou a postar alguns vídeos mostrando suas habilidades :



Ao fim de 2008 ele começa uma série de blog posts recontando as memórias de vida dele em 6 partes que menciona desde as confusões que ele teve na infância até o a época que ele fez as pazes com o cara que ele arrancou um pedaço da orelha, aqui você confere todas as partes da auto-biografia dele na íntegra:

Meu nome é Milton José Rodovalho Moreira d Lima, mais conhecido como Milton KBça d Ferro ou como o Guardião Universal. Esses dois apelidos, me vieram depois d um vídeo na internet q bombou no youtube. Conhecido como KBça d ferro e outro q fiz a bobeira d fazer conhecido como Guardião Universal e blábláblá.
Ah...

É uma história longa q tenho de deixar aqui. Tenho fama d completamente pirado pelos internautas. Nem todos me vêem como um cara maluco. Mas na verdade, já passei por vários consultórios d psiquiatras q já me diagnosticaram vários transtornos. Meus dois últimos psiquiatras. A penúltima me diagnosticou como bipolar e o ultimo q me trato agora. Me diagnosticou como esquizofrênico. (No início, meu ultimo psiquiatra me diagnosticou como esquizofrênico, mas hoje me vê como bipolar também.)

Não sei q tipo d transtorno tenho ao certo. Só sei q hoje me trato e já estou cansado d ter delírios q me levam a situações desagradáveis. Hoje me medicando estou bem. Mas posso t garantir q desde 2004, q foi quando comecei a apresentar os primeiros sintomas. Estava num estado d decadência e beirando ao limite da insanidade com passar do tempo.

Uma série d fatores me levou a ficar transtornado. O primeiro fator. Foi a falta d aceitação d q eu era bissexual. Foi quando conheci Nicolau, com quem tive a minha primeira relação homossexual. Antes dele vinha sofrendo d uma depressão devido a um mal relacionamento com uma ex-namorada chamada Luana. Pela carência q estava tendo, me apaixonei por um homem. Como não aceitava a situação, acabei ficando depressivo e surtando. A situação limite q serviu d alerta pros meus pais quererem me levar a um psiquiatra. Foi quando em um dos meus surtos. Soquei a janela da sala do hotel nosso ao qual morávamos naquele tempo.

Quando fiz isso, era entre outubro e novembro. Estava d noite, tinha acabado d ter uma discussão com meus pais devido a um problema q prefiro não dar muitos detalhes. Só vou dizer q estava tão revoltado q procurei a morte me metendo numa encrenca e quase fui morto. Foi quando então, com muita raiva eu soquei a janela da sala, cortei meu braço na veia.

Espirrou muito sangue na hora, o corte foi fundo. Meus pais me levaram para o hospital. Tomei uns pontos no braço e no dia seguinte meus pais falaram em me levar pra um psiquiatra. Na época morávamos em Patrocínio, mas o primeiro psiquiatra foi em Patos d Minas.

Não me lembro qual transtorno ele diagnosticou em mim, só sei q ele me medicou com remédios fortíssimos q tinham graves efeitos colaterais. Efeitos do tipo q eu ficava duro pra me movimentar e dormia demais. Só levantava pra comer e fazer as necessidades. Estava completamente depressivo também. Os remédios não resolviam e eu estava emagrecendo muito também. Como meus pais não gostaram do psiquiatra d Patos d Minas, me levaram pra um psiquiatra d Uberlândia. Os remédios q ele me dava, se não me engano eram os mesmos, só q tinha um a mais q tirava o efeito colateral d ficar todo duro e babando. Mas continuava dormindo demais.

A vida ficou sem graça, o tempo foi passando e nem eu mais suportava o tratamento. Foi então q larguei os remédios pela primeira vez e resolvi levar a vida pra frente. Voltei a sair de casa, pois quando estava doente não fazia isso. O fim d 2004 estava próximo e eu apresentei algumas melhoras. Quanto ao relacionamento homossexual q tive com Nicolau, eu deixei d lado. Quando finalmente chegou janeiro, me despedi d Patrocínio indo numa festa q os amigos fizeram. Me lembro q tranzei com uma mulher d mais 30 anos q era virtualmente feia, apesar d ser legal e bater um bom papo.
Em 2005 minha mãe queria mudar pra o Pará, a cidade era Paragominas, mas antes d ir pra lá, eu e meu irmão íamos ficar uns tempos na fazenda d minha avó q é no sul do Pará, Paragominas é no norte. Estava indo tudo bem na fazenda d minha avó até eu começar a ser atacado d novo por dores intensas no ventre. Já estava tendo essas dores desde o meio do ano d 2004 q vinham d vez em quando, mas os médicos diziam q não era nada d grave.

Pois eles se enganaram. Quando estava na fazenda dos meus avós. No dia da crise, tudo q comia eu vomitava, tive d ser internado na cidade mais próxima. E lá fiquei por uma semana só na base do soro, emagreci muito.
Tive q pegar um avião pequeno pra Xinguara, lá tive uma outra consulta, o médico me examinou com ultra-sonografia e passou uns medicamentos dizendo q também não era nada muito grave, ele se enganou também. De Xinaguara, fomos d carro até Paragominas, q era cerca d 4 horas pra chegar, não se passou nem uma hora direito e comecei a sentir dores no ventre d novo, suportei as dores até Paragominas. Mas quando cheguei na casa d meus tios, quando fui dormir, comecei a vomitar muito. Não deu em outra, tive d ser internado novamente.

Fui pro hospital municipal d Paragominas e o médico viu a necessidade d fazer cirurgia, no dia seguinte cai na faca, só me lembro q após a cirurgia, acordei na enfermaria e não sentia as pernas, minha mãe estava do meu lado sentada numa cadeira e eu tinha um saco plástico colado na minha barriga. E na minha barriga tinha um buraco q saía minhas fezes ou o q sobrou delas, q no caso era só um líquido verde conhecido como bílis.

Segundo os médicos eu tinha uma infecção intestinal gravíssima q também estava acompanhada com ovos d shistossoma. Eles arrancaram cerca d 65 cm do meu intestino grosso e delgado. Como o a parte q sobrou ainda estava infecionada demais, eles tiveram d fazer um buraco do lado direito da minha barriga, por onde ligaram o intestino delgado, q por onde iria sair minhas fezes, esse procedimento é conhecido como iliostomia. (Eu prefiro chamar d colostomia, q foi o q me disseram primeiro.) Era nojento, mas não tinha outra opção. Tive d ficar internado no hospital por duas semanas só na base do soro e líquido q eu podia beber, emagreci muito, sai d lá pura pele e osso. Mas ganhei um apelido das enfermeiras quando estive internado. Jesus. Na época estava com cabelo bem grande e como não fazia a barba, ela cresceu e fiquei parecendo Jesus.

É. Eu, minha mãe e meus irmãos ficamos uns tempos morando na casa d minha tia Fátima, a qual chamamos carinhosamente d tia Fatinha. Depois minha mãe alugou uma casa no centro d Paragominas. E lá eu passava dias só deitado com uma bolsa d plástico na barriga q minha mãe tinha d trocar d 4 em 4 horas. Depois ela comprou uma bolsa q durava uns 15 dias, melhorou, porque ela ficava mais firme na minha barriga e eu podia andar despreocupado em ela desgrudar.
Foram dois meses e meio usando a bolsa, até fazerem outra cirurgia pra recolocar tudo no lugar. Foi depois q me recuperei da cirurgia, já estava a um bom tempo sem tomar remédios e não pensava a voltar tomá-los. Foi então q minha mãe ainda querendo q eu fosse a uma psiquiatra, ele então encontrou a doutora Welaide. Médica d quem seria paciente por uns tempos. Foi a uns 2 meses depois da cirurgia q comecei a ter crises d novo. A partir dae, começa a minha vida a virar do avesso novamente.
Em 2004 eu tinha ações violentas q eram de auto-flagelação na sua maioria das vezes e gritei algumas vezes com meus pais quando não estava nos melhores momentos da vida, mas foi em 2005 q comecei a ter delírios pra valer.
Tudo começou quando não conseguia dormir a noite. Lembro q pegava escondido a chave do escritório d advocacia da minha mãe d madrugada e ia pra lá mexer na internet. O escritório d minha mãe ficava a poucos quarteirões d casa. Nossa casa era no centro d Paragominas na época. Era uma casa alugada. Pois como ia dizendo. Passei a não dormir a noite. Teve as vezes q fiquei até 3 dias sem pregar o olho nos momentos mais fortes da crise. Primeiro começou com eu indo nas madrugadas mexer na internet do escritório.Mas logo minha mãe descobriu e passou a guardar a chave do escritório no quarto dela. Minha mãe não queria q eu fosse no escritório d madrugada mexer na internet.

Fiquei revoltado com ela por me impedir disso. Mas passei a respeitar essa decisão e não ir mais no escritório d madrugada. Mas ainda assim saía d madrugada pra andar a noite sozinho pela cidade pensando na vida. Foi nessa época q comecei a ouvir vozes do nada. Creio q nem sempre vinham da minha cabeça, apesar d hoje crer q na maioria das vezes as vozes tenham vindo d minha cabeça. Provavelmente teve as vezes q as vozes não vinham d mim mesmo.

Nessa época eu ainda estava bem magro. Morava com a gente o Fábio, garoto meio surdo mudo q minha mãe tinha adotado por uns tempos. No início, Fábio parecia ser uma boa pessoa, mas com o tempo veria q ele não era confiável. Mas vamos falar do Fábio mais tarde.

Em 2005, teve duas garotas q me marcaram, Sara e Flávia. Também foi em 2005 q conheci Andiara e Elisãngela, minhas terapeutas ocupacionais do Caps. Nessa época eu também conheci a Sharva, prima do Fábio q era uma mina muito interesseira, que conheci ainda quando estava usando a bolsa colostomica e q com quem futuramente vim a ter uma curtição q não evoluiu pra nada.

Mas vamos falar primeiro d Sara. Eu tinha 20 anos na época e ela tinha 14, tínhamos virado amigos, acabei me apaixonando por ela. Apesar disso nunca me aproximei o bastante dela pra q tivéssemos um relacionamento sério. Sara era depressiva. Ela nasceu com uma doença genética sanguínea q deixava fraca, como a aids, apesar d não ser aids, q eu saiba hoje já se curou.

Na época ela me contou isso, viramos amigos. Mas foi também nessa época q comecei a delirar. Num dos meus delírios eu via Sara como uma menina perseguida por uma sociedade secreta q queria pegá-la pra fazer testes científicos. Como não estava certo da cabeça. Tive essa conversa com a mãe d Sara. Q tratou logo d inventar umas mentiras pra Sara ficar longe d mim.

Só sei q teve um dia q Sara começou a me tratar diferente e não queria mais conversar comigo, foi um dia na praça q eu procurei ela, com muito custo consegui conversar com ela e foi então q ela me disse q eu fofoquei pra mãe dela q ela tava ficando com um cara mais velho.

Claro q isso era mentira, mas foi o q fez ela deixar d ser minha amiga. Me lembro q também uma vez tentei conversar com ela na casa dela. Mas ela praticamente me expulsou aos berros da casa dela. Como a mãe d Sara não queria ver a discussão ela pediu pra q eu fosse embora. Fui então e a partir daquele dia, fiquei muito triste e com muita insônia.

Fiquei passando noites em claro pensando nela e chorando por ela, Sara foi a primeira menina com quem tinha um relacionamento q meu transtorno me afastou. Quando se está transtornado e as crises com delírios começam a ficar evidentes, as pessoas começam a se afastar d você. Isso foi algo q tive d encarar, a discriminação por ter transtorno mental.

Ainda assim tinha amigos. Eu não me tratava com remédios, mas ia muito no Caps pra fazer terapia ocupacional. Lá fazia terapia ocupacional com Andiara, uma terapeuta q anos depois viria a ter um relacionamento amoroso. Mas por enquanto isso não aconteceria em 2005.

Andiara sempre me fazia um reiki, eu sempre conversava com ela e com Elisângela sobre misticismo. Falando em misticismo, me lembro q o primeiro diaganóstico q doutora Welaide me deu foi uma tal d acesse-mistíca. Bem q eu sempre fui meio místico, mas naquela época estava mais q o normal, eu ouvia as vozes. O q as vozes me diziam. É q eu era o Guardião daquela cidade e q por onde eu andasse eu absorveria energias negativas e não aconteceria coisas ruins na cidade.
Não sei bem se isso era verdade, mas a cidade aparentava muito calma por onde eu andava a noite. Eu me lembro q até ia no hospital d madrugada e d dia pra perguntar as enfermeiras pra perguntar se tudo estava bem por lá. Elas diziam q estava bem calmo Paragominas e q poucas pessoas estavam sendo internadas por causa d alguma forma d violência.

Não sei se era mesmo eu q estava puxando energia negativa q impedia os outros d cometerem atos violentos ou se eu estava numa época tranqüila d Paragominas. Acho q a segunda alternativa é mais apropriada no caso. Mas agora uma coisa q me faz acreditar q nem sempre as vozes vinham d minha cabeça. Foi um situação peculiar q me aconteceu quando estava com um amigo, o Marcinho.
Sei q tinha conhecido o Marcinho através do Alex.

O Alex é locutor da rádio Jarama d Paragominas até hoje. Ele q tratou d me apresentar a galera na época. Só sei q naquela época, partiu a idéia não sei se foi d mim ou do Marcinho d fazer um movimento d uma galera q gostasse mais d coisas diferentes. O movimento seria algo pra a galera se reunir e debater sobre misticismo, artes, filosofia e outros ideais d molecada.

Acho q foi mesmo o Marcinho q veio com essa idéia, só sei q ele queria q eu fosse o líder do movimento. E me pediu pra bolar os ideais do movimento no qual chamamos d ADEL, (Arte do diálogo, do Espírito e da Luta) eu tive a idéia d reunir também pessoas q gostassem d artes-marcias no movimento.
Mas voltando a situação peculiar q aconteceu, eu escrevi os ideais da ADEL pra mo Marcinho ler, ele gostou. A ADEL seria tipo uma seita também lá em Paragominas, era essa idéia minha e do Marcinho, não sei q diabos o Marcinho foi ver em mim alguém pra ser um líder!

Só sei q ele queria chamar os hippies da praça pra fazer parte do movimento também. No dia q estávamos juntos, ele saiu d perto d mim por uns instantes e foi falar com os hippies.

Antes dele voltar, já tinha ouvido na minha cabeça q ele tentará conversar com os hippies q não lhe deram nenhuma atenção. Foi então q ele chegou e eu falei. “Pelo visto você tentou chamar os hippies pro movimento, até passou pra eles o texto da ADEL mas nenhum deles se interessou em ler.” O Marcinho só falou. “Porra moleque! Como c sabia disso!” São alguns fatos como esses q não foram só um q aconteceu q me fazem pensar q nem sempre as vozes q eu ouvia eram delírio.
É. Podia ser q nem sempre q ouvia vozes q eu estava delirando. Mas eu delirava nos tempos d crise. Aquela coisa comum d transtornado q tem esquizofrenia ou bipolaridade. Você acha q faz parte d uma teoria da conspiração, q tudo é uma conspiração a seu redor, delírios d grandeza, em q você se acha importante d tal maneira pro mundo q se você não fizer alguma coisa, tudo vira desordem total.

Me lembro bem d muitos dos delírios q tive, mas vamos começar por parte, vamos começar pelos delírios d 2005 e das coisas q eu aprontei quando estava em crise, q hoje eu olha pra trás e nem acredito q tenha feito tamanha merda. Eu tinha uma péssima mania d ir em igrejas evangélicas debater sobre um versículo da Bíblia, em especial um q está no Mateus Cap.5 q falava q não se devia orar gritando.

Como se fosse adiantar isso. Mas o problema não era isso, mas sim as confusões q me metia nessas Igrejas. Uma vez fui na Igreja Deus é Amor e num debate com uma pastora, ela me estranhou e começou a fazer aqueles exorcismos gritados pensando q eu tava possuído. Ae veio todas as poucas crentes q estavam na pequena igreja d esquina com a gritaiada pra cima d mim. Eu só sei q não gostei disso e puxei o fiu do microfone q puxou junto a caixa d som q caiu no chão fazendo o maior barulho. E as crentes entraram em desespero, ae a pastora me pediu pra ir embora educadamente e eu fui embora da igrejinha ouvindo aos berros as crentes gritando q eu era louco e q deviam chamar a polícia.

É... Poisé. Parece cômico e ao mesmo tempo absurda essa situação, o problema q veio depois foi as conseqüências. No outro dia espalhou pelas redondezas q eu bati na pastora e espanquei as crentes. Mas como esse povo aumenta as coisas. Não foi a primeira vez e nem a ultima vez q aumentaram de mim as coisas q eu fazia.
Olha q eu ainda depois voltei pra igrejinha Deus é Amor. Fui lá algumas outras vezes depois pra bancar o idiota tentando convencer outros idiotas d alguma coisa, algo q com certeza não adiantaria d nada.

Uma vez levei dois amigos e duas amigas pra dar balinha no dizimo pra os religiosos. Só fui eu, a Flávia, q era a mina com quem me apaixonei depois da Sara e com a Juliane e com outros caras q não me lembro do nome. Só sei q na noite q demos a balinha. Só eu, Juliane e Flávia q demos a balinha, eu ainda dei um real.
Depois q demos as balinhas d dízimo, as crentes mais xatas vieram nos devolver as balinhas mas não devolveram meu um real. Eu ainda arranjei tempo pra discutir com o pastor, q criticou a atitude d dar balinhas. Falei umas merdas e ouvi outras merdas e então fomos embora.

Essa onda d dar balinha como dizímo na verdade eu tinha feito primeiro sósinho foi na Universal. Lá o pastor ainda chegou a falar no microfone q devíamos levar a sério o dizimo e não dar balinhas como doação.
Lembro q eu até criei no orkut uma comunidade chamada ordem da balinha sagrada, q não deu mais q 12 pessoas. Eu sonhava alto, pensava q ia reunir muita gente só pra protestar nessas igrejas dando balinha pra os pastores só pra eles pararem d gritar nos seus sermões.

Só q esse tipo d situação não se repetiu d novo nas outras igrejas. Mas com certeza já fiz coisas piores nessas igrejas. Me lembro d uma vez q fui na igreja Quadrangular. E lá fiz o maior furdunço, enquanto o pastor falava no microfone eu falava mais alto ainda tirando sarro com a cara do pastor com o q ele falava.
Só sei q teve um momento lá q um dos obreiros me tirou d lá chamando me gentilmente pra ir pra cozinha. Eu fui. Só sei q lá eu comecei a debater com o obreiro d novo. Como o debate num levou a nada eu empurrei ele contra parede e segurei forte nos braços dele e falei umas coisas pra ele q nem me lembro mais, mas q eram uma tremenda besteira, pra variar.

O obreiro era aparentemente mais forte q eu, mas não conseguiu se soltar dos meus braços. Foi um outro obreiro q se aproximou e falou pra mim soltá-lo e eu o soltei e fui pra um canto conversa com outro obreiro. Eu fui, conversei um pouco com ele e depois fui embora da Igreja e fiquei como sempre rodando a noite sósinho por Paragominas.

E pra variar nessa cidade d gente fofoqueira, mais uma vez virei alvo d falação nas ruas d Paragominas. Ae o povo das Igrejas ao redor começou a ouvir sobre um maluco q ia em igrejas aprontar bagunça. Me lembro mesmo q o q deixou a crentaiada brava comigo foi quando eu cheguei na Igreja Batista e aprontei lá também.
Tudo começou com eu debatendo inutilmente com uma crente e tinha um mototaxista ao lado me olhando e q era crente também, q me pegou pelo braço e foi me levando pra fora a força. Só sei q na hora eu nem pensei em reagir contra ele porque eu tava dentro da igreja. Mas quando eu saí da igreja com ele segurando meu braço, eu me soltei dele e lhe dei um belo soco na cara.

Ae já veio os outros crentes me segurando pelo braço querendo me bater, só sei q falei pra eles me largarem ou o bicho ia pegar. Eles ficaram com medo e me soltaram e depois disso ainda veio um crente me falar q lá era a igreja d Deus e q não devia blasfemar ou fazer algum ato d violência lá dentro. Eu simplesmente falei rindo q lá era a igreja do diabo.

Ele repetiu dizendo q não. Mas tinha umas garotas crentes q viram aquilo q começaram a chorar e se ajoelhar e a praticamente delirar implorando a Deus um monte d coisas, foi ae q eu falei: “Ta vendo. Essa igreja é do diabo. Pois se fosse d Deus essas mina num ia ta chorando desesperada ae agora.” O outro crente calou a boca e eu fui embora.

E nisso o povo no outro dia só falando na cidade q eu bati nos crente, como sempre aumentando dizendo q eu tinha enchido d porrada o mototaxista. Sendo q só dei um soco na cara dele. Mais vê se pode... Só eu mesmo pra me meter nesse tipo d encrenca.
Depois vieram me contar q os batistas tavam tudo querendo me pegar pra me dá um corretivo. Só sei q teve uma vez q falaram pra minha psicóloga do caps e pra muita gente q eu tentei matar o pastor da igreja Batista com um tiro. Isso foi uma vez q eu levei pra ele um texto q tinha imprimido no escritório da minha mãe q tinha um monte d besteiras escritas, só algumas coisas se salvavam.
Na hora q eu entreguei pro pastor já era d dia, só deixei na sala dele e sai, na hora q fui embora, dei as costas pra ele. O pastor me chamou e eu me virei apontando o dedo pra ele e fui embora. Na hora q me contaram essa q eu tentei dar um tiro no pastor eu me lembrei q tinha apontado o dedo pra ele. Foi então q cheguei a conclusão q algum crente babaca devia ter me visto apontar o dedo pra ele e pensou q eu tava armado e já saiu porae fofocando e deu nessa maior merda. Agora fiquei com fama d pistoleiro também na cidade. Só me faltava essa.

E nisso minha mãe só ouvia as fofocas e já tava ficando com olheiras d tantas noites mal-dormidas d tão preocupada q ficava comigo, por causa do q o pessoal comentava com ela. Era dureza pra ela. Teve as vezes q ela já chegou a chorar d desespero e chegou um tempo q ela tava quase pirando também. Mais agora uma coisa q me lembro q já cheguei a fazer também numa igreja e creio q essa foi a ultima q aprontei numa igreja, q pra finalizar era na igreja Católica. Teve uma hora q eu simplesmente cheguei perto daquela bacia d água benta, como tinha os cabelos bem grandes, eu abaixei a cabeça, molhei os cabelos na bacia d água benta e levantei a cabeça jogando a maior água pra cima e depois balancei a cabeça vendo no ar um monte d fagulhinhas d luz azul brilhando no ar, ilusão diótica é claro. Depois disso eu ainda tive a cara d pau d sentar no trono do padre q ficava d frente pra o altar e ainda discursei um pouco pra umas poucas pessoas q tavam lá.

As pessoas eram umas meninas fiéis e umas faxineiras, depois chego a irmã Giza e me tiro d lá, me convenceu a sair gentilmente d lá e depois me levou pra casa. Irmã Gisa é uma freira q é muito amiga d minha mãe e minha também. Ela deu a maior força pra minha mãe agüentar o maior trabalho q tava dando pra ela.

Uma das pessoas q mais sofreu com meu transtorno foi minha mãe, ela já chorou perto d mim dizendo q não agüentava mais a mim do jeito q eu estava. Se tinha alguém q também já estava indo a beira da loucura, era minha mãe. Eu nem estava ligando pra ela. Eu e minha mãe nos damos muito bem hoje. Mas durante os anos q estive em crise por causa do meu transtorno, entramos várias vezes em conflito.

Lembro-me d uma vez q eu não queria tomar os remédios, ela d raiva pegou um copo d água q ia me dar e jogou pela janela aberta e se espatifou no muro, quase pegando meu irmão mais novo Artur q voltava da escola.

Um dos atos insanos q me lembro q fiz quando estava em crise, foi quebrar todo o carro nosso com chutes, era um Fox, ele ficou todo amassado. Também me lembro d ter jogado nossa televisão d 20 polegadas no chão, quando estava com raiva d mais, por sorte ela só rachou a parte plástica e ainda funcionava pra ver.

Uma vez também, em julho d 2005, me lembro q me meti em confusão numa loja d matérias d construção chamada Pregão, em q dois funcionários da loja vieram me agredir. Eles não se deram bem, apesar d não te-los machucado, eu os arremessei contra o chão pra não machucá-los.

Até q chegou um policial civil lá q estava passando pela rua, mandou eu ficar quieto, eu fiquei e ele chamou a polícia. Os policiais perceberam q eu estava transtornado e me deixaram em casa. Esse dia da confusão na loja Pregão aconteceu porque os funcionários pensaram q eu estava os roubando.
Na verdade foi porque peguei uma bota pra mim e falei q tava comprando no nome d senhor Rui, vizinho d casa na época. Eu estava delirando. Vejam só... Pensando q eu era um maçon. Porque Rui é um maçom. O q me levou a pensar q era maçon, é uma outra história.

Uma vez vi Rui e seus amigos sentado na porta d casa sentados numas cadeiras d plástico converssando sobre negócios. Eu passei perto deles e os comprimentei dizendo: “E ae meus amigos maçons.” Eles então sorriram pra mim e confirmaram q eram maçons. No outro dia então Rui me convidou pra tomar café na casa dele e eu vi aquilo como uma iniciação.

Foi então q fui no Pregão no outro dia e fui pegar as botas no nome do Rui, dessa vez eu tinha o delírio também q ia precisar d botas novas pra trabalhar pro Rui como segurança particular, olha q ele nem me convidou pra fazer isso. Mas nos meus pensamentos delirantes eu já estava contratado pra ser empregado do Rui. O Rui é um fazendeiro rico daqui da região. E um detalhe. Mais tarde quando voltei a sanidade me confirmaram q o Rui e os amigos deles eram mesmo maçons.

Mas pra explicar melhor o q houve no Pregão, eu peguei as botas e tava saindo, tanto q o funcionário da loja saiu correndo atrás d mim enquanto eu andava rápido. O cara então disse: “Ei maluco! Vai pagá as botas não?”

Eu voltei devolvi as botas e disse: “Vocês num colocaram na conta do Rui não?” Foi então q me desentendi com o funcionário q partiu pra cima junto com outro funcionário. Foi ae então q rolou a briga em q eles não se deram bem. No outro dia na praça já estavam comentando q eu bati em dois funcionários do Pregão.
Pra falar mais sobre meus delírios, eu não vou citar qual veio primeiro pelo cronograma certo. Vou descrever os delírios q eu tive em 2005 se obedecer a ordem em q eles aconteceram. Até tento seguir a ordem, mas acabo me lembrando d outros delírios anteriores e acabo descrevendo aqui mesmo.

Uma outra confusão q me lembro também q me meti, coisa q foi sacanagem dos outros mesmo, foi quando os policiais da Táticos me pegaram na rua saindo d uma loja depois d receberem uma denuncia. Vou contar como foi. Eu tinha resolvido q teria responsabilidade naquele dia, não me lembro bem qual dia exatamente era. Só sei q fui num cabelereiro, ele então cortou meu cabelo q tava enorme.(Q arrependimento q tenho d ter feito isso em 2005...) E em seguida eu sai d lá sem pagar, porque pensava q o cara era meu amigo, só tinha deixado o cabelo grande como pagamento, o cabelo meu passava dos ombros na época.

Foi então q pus uns óculos escuros vagabundos e entrei numa relojoaria, lá dentro e pedi a moça pra olhar os óculos. Tirei os óculos vagabundos e peguei os outros óculos e os experimentei, só q não comprei nenhum. Coloquei os óculos no lugar e peguei os meus óculos vagabundos d novo.
Então fui saindo pela cidade procurando uma blusa feminina pra mim dar d presente pra Flávia. A menina a qual citei antes q estava apaixonado. Só sei q entrei numa loja chique e pedi a moça pra olhar uma blusa.

Estava com clientes lá dentro, elas me olhavam estranho, só sei q fiquei zangado e sai d lá batendo a porta d vidro. E depois dando um soco na porta de vidro fazendo a porta e a vitrine tremerem sem q o vidro se quebrasse. E surpresa! Do lado d fora eu vejo os policiais da Táticos me esperando. Não sabia o q eles queriam comigo.
Eles já foram logo falando: “Mão na caminhonete e perna aberta.” Eu então coloquei as mãos na caminhonete da polícia, abri as pernas e eles me revistaram. Um deles falou. “Porque c quebrou os manequins da loja?” Então eu disse: “Eu não quebrei nada!” “E o q você fez então?”

Contei e demonstrei pra eles q tinha saído da loja e fechado com força a porta d vidro e socado a porta d raiva e por fim dei um soco na porta sem q ela se quebrasse e só isso. Mas eles insistiam q eu tinha quebrado os manequins. Só mais tarde q vim a descobrir q o tremor q eu fiz vidro afetou um dos manequins q estava encostado no vidro q por seguinte caiu sobre os outros manequins quebrando tudo.
Os policiais me levaram pra delegacia. Quando estava saindo da viatura. Um conhecido da minha mãe, o Cláudio, me viu com os policiais. Falo q me conhecia e q ia chamar minha mãe.

Foi então q o Cláudio chamou minha mãe q chegou desesperada na delegacia, eles então vieram a contar pra minha mãe q eu tinha roubado óculos novos da relojoaria, algo q era mentira, q eu voltei com meus óculos vagabundos mesmo, q os policiais até tomaram d mim. E disseram pra minha mãe q eu fiz uma quebradeira na loja d roupas também.

Não me lembro bem porque, mas acabei tendo q ficar na delegacia, numa sala do delegado enquanto os policiais saíram pra confirmar minha inocência não só sobre o q houve na loja. Mas parece q eles estavam desconfiando q eu tinha cometido outros crimes também.

Eu era um elemento suspeito pois vagava muito a noite sozinho. Q furada q fui me meter, só sei q nesse dia q tava na delegacia, fui almoçar por lá mesmo. Tava almoçando na sala quando chegou um escrivão me olhou torto, eu também olhei torto pra ele, foi então q ele me deu um tapa na colher d plástico q tava na minha boca. Eu d raiva retribuí o tapa na cara dele q jogou os óculos dele no chão.

O escrivão grito comigo: “Seu merda! C acha q pode bate em autoridade!” Eu disse: “Tu é uma autoridade d merda seu caralho! Tu é corrupto!” Dois policiais me levaram pra fora da sala. E o escrivão tava lá fora no pátio da cadeia da delegacia me esperando.

Eu tomei um soco no estomâgo d um dos policiais q disseram: “C não pode bate em autoridade não maluco!” Não surtiu efeito o soco, continuei em pé e nem perdi a respiração. Depois veio o escrivão q me deu 3 chutes no saco e só ficou mais irritado ainda pelo fato deu não demonstrar um pingo d nervosismo ou dor, foi como se os chutes dele não valessem nada, olha q o cara era alto e gordo.
Me colocaram na cadeia então, só entrei pra lá falando merda mesmo, nem me lembro bem o q era. Falei coisas tipicas d um maluco delirando. Me colocaram na cela onde tinham menores infratores. E eu nos meus delírios comecei a fazer demonstração d tai-chi pra os menores presos.

Um policial via aquilo e me colocou numa outra cela separada em q eu fiquei sósinho. A cela era mais um pátio pra tomar sol, pois não tinha teto. Foi então q fiquei lá sósinho e comecei a treinar movimentos d kung fu fazendo urros animalescos bem altos. Batia o pé no chão e tremia tudo lá dentro, só estando maluco e em crise mesmo pra arranjar tremenda força.

Só lembro d ter ouvido gritos d alguém sendo torturado e os gritos me pareciam ser do escrivão. Um policial então chegou e me tirou d lá. Sentamos então do lado d fora da delegacia, junto com mais dois policiais e uma delegada. Um deles me perguntou: “Como você sabia q aquele cara era corrupto, estávamos investigando ele.” Eu disse: “Simplesmente surgiu isso na minha mente.”

Foi então q minha mãe chegou e eu fui liberado. Me lembro q duas semanas depois, cheguei a ir na outra delegacia q tinha sido inaugurada pra pegar o escrivão q me bateu e lhe dar umas porradas, dessa vez eu fui careca, não tinha nem ficado muito tempo com cabelo cortado e resolvi raspá-lo. Cheguei na delegacia com uns pães d queijo q minha mãe tinha feito e dei pra os prisioneiros dentro da cela. Um deles até pensou q eu era um policial federal.

Falei umas asneiras d loco e fui procurar o escrivão. Ae um policial civil chamado Aloísio me viu e sabendo q eu estava em crise me levou pra o escritório da minha mãe na viatura. Ele teve q ir ouvindo minhas asneiras d maluco pra variar.
Cheguei lá e minha mãe me pediu pra ficar quietinho lá com ela até a hora d ir pra casa. Fiquei lá mexendo na net até dar hora do almoço. Um detalhe. Passou-se quase um mês em q eu ja tinha voltado a me tratar q minha mãe veio e me falou q eu fui vingado do escrivão q me bateu. Ela me disse q ele tinha sido preso por corrupção.
Ah... Mas era muita coisa sem-noção q já fiz quando estava transtornado e em crise. Estava até me esquecendo d mencionar q tinha o costume d escrever meus textos com minha idéias, imprimir uma ou mais páginas e ia na GGS(Loja d xerox)xerocar mais e mais folhas do q eu escrevia e dava ela pras pessoas. Distribuía em lojas ou dava pra amigos.

Acho q mal eles liam, pois eu tenho um péssimo português, isso eu fiz muito nas épocas em q eu estava em crise. Algumas coisas q escrevia até tinham sentido, mas eu diria q pelo menos a metade delas era delírio. Mas bem q teve coisas interessantes q escrevi e pensei no tempo q estava em crise q pra mim foram os bons momentos d reflexão da minha crise.

As idéias do Guardianismo, q é o q está no meu blog(E vocês leram a seguir.) foram uma delas. Eu comecei a bolá-las no meio do ano d 2006. O problema q eu era muito obscecado pelas minhas idéias, por isso as imprimia e dava pra quem estendesse a mão, as vejo só como minhas próprias convicções. A obsceção q tinha pelas minhas idéias q me fazia só ficar incucado com elas era uma coisa d loco mesmo.

Lembro-me também q ia em igrejas evangélicas e dava meus escritos pra evangélicos ou pastores. As vezes a igreja tava fechada e colocava o texto d baixo da porta deles, já cheguei a até colocar meus textos na caixa d correios das pessoas, escolhia na loca as casas q ia por no correio e punha.

Não me lembro bem q tipo d coisa eu escrevi em 2005, mas parte do q eu escrevi, serviu d alicerce pra mim bolar o Guardianismo, tirando obviamente as viajens q eram só delírio q nem convém comentá pelo menos agora. Tem coisas viajantes q escrevi q tão por ae em algum lugar do meu blog q foi no a ano d 2005, procura q tu acha se interessar.

Um dos sintomas q tinha além do delírio eram as alucinações, q aconteceram mais em 2005, alucinações tanto auditivas quanto visuais. As auditivas era aquelas coisas d ouvir vozes, nem sempre deviam ser alucinações, como sou espiritualista, creio q as vezes fossem vozes do além mesmo. Mas como estava confuso, era difícil pra mim diferenciar as vozes quando vinham d minha cabeça ou quando vinham do além, a maioria das vezes vinham d minha cabeça mesmo.

Quanto as alucinações visuais. Vou ter q lhe contar as vezes q elas aconteceram em 2005 e 2006, em 2007 e 2008 praticamente não tive alucinações visuais. O mais estranho d tudo, é q o ano d 2007 em q eu estava me tratando foi um ano sem delírios e alucinações, mas quando parei d tomar meus remédios mais o menos e fevereiro d 2008 voltei a ter delírios e alucinações auditivas apenas.

Mas foi no meio do ano d 2008 q eu voltei a me tratar d novo depois d ter passado por uma situação muito traumatizante q me levou aos poucos a voltar me tratar, isso eu comentarei mais pra frente. Agora vou falar como foi as alucinações q tive em 2005. Me lembro q uma vez, andando pela rua, eu de repente passei a olhar pra o chão e via um portal d luz no chão, a minha frente me acompanhando quando andava pra frente.
Outro tipo d alucinação q já tive q me lembro, foi q em uma dessas andanças q eu fazia d madrugada, eu me sentei num banco d praça. Fiquei olhando pra luz do poste, com os olhos entreabertos e começou a se formar a cara d um lobizomem na minha frente. Era como se eu visse uma tela plana na minha frente q mostrava imagem da cara do lobzomem na minha frente.

Muito bizarro mesmo, aquela imagem ia se transformando depois na imagem d um mato num lote vago em q d repente eu passei a ver gente andando nesse mato. Eu não sei se aquilo foi exatamente uma alucinação ou se minha visão passou a ficar onisciente. A imagem então sumiu e eu me levantei e fui andando sozinho noite adentro da cidade novamente.

Uma vez também me lembro d ter numa dessas andanças a noite, ter deitado na mesa d um bar fechado, q ficava do lado d fora do bar no caso. Deitei na mesa e fiquei olhando pro teto q tinha um toldo. Olhando fixamente pra ele eu me lembro bem d também ter visto pontinhos pretos q tomaram a forma d pessoas andando pela rua. Eu via aquilo como se eu estivesse em cima deles numa visão aérea.
Isso se são me engano aconteceu antes da alucinação do lobizomem. Falando em lobizomem, as vezes cheguei a pensar q era um lobo nesses delírios saía a noite d vez em quando uivando como um lobo ou então ficava num lote vago uivando também. Sem noção uma coisa dessa, isso fiz muitas vezes, foi em todos os anos a partir d 2005 em q eu delirei dava a loca d uivar feito um lobo, acreditando q um lobo tinha me possuído.

Eram uivos bem reais q assustavam gente desprevenida. Como a cada palavra q eu vou escrevendo, eu me lembro desses acontecimentos estranhos, acabei d me lembrar também q uma vez eu estava andando com meus amigos até o amanhecer e de repente veio um cachorro latindo pra nós quando viu a gente chegando na rua dele. Eu me coloquei d 4 no chão e sai correndo d 4 latindo pro cão.

O bicho saiu correndo e ganindo d medo. Tinha um ou dois amigos meus presenciando aquilo q racharam o bico d rir, sem falar q um cidadão com chapéu na cabeça bem da roça mesmo q viu aquilo e saiu rindo também. Eu juro q não tava jogando RPG nessa época, mas parte dos meus delírios d uivar achando q era um lobzomem, foi porque me lembrava das vezes q joguei o jogo d RPG Lobizomem o Apocalipse.
Na época q eu jogava RPG eu não tinha delírios, sabia q era tudo um simples joguinho, foi depois q parei por muito tempo d jogar q comecei a dar os primeiros sinais transtorno q comecei a viaja nessas onda errada. Mas v se pode um coisa dessas... Mas voltando a falar das alucinações, nem sempre eu tinha alucinações provocadas pela minha própria mente, quando eu comecei a me tratar, eu tomava aldol e tinha alucinações estranhas também.

Me lembro uma vez q fui pro CAPS, quando tomei aldol lá, eu fiquei numa sala sozinho deitado num colchonete olhando pra cima. Olhava pra luz d novo e via umas sombras com formato perfeito d homens lutando artes-marcias um contra os outros e eram várias sombras. Uma vez também quando tomei aldol e tava no CAPS e também tomei uma outra injeção pra durmir. Eu olhei pra porta fechada e via um portal d forma circular girando, ele tinha uma mistura d cor vermelha com laranja.

Era bizarro mesmo... Em 2005 também, me lembro q antes deu ter sido preso na antiga delegacia da cidade. Eu tava no meu quarto olhando pro teto dele e via uma imagem d um rato azul e cabeçudo, parecendo o Cérebro do desenho Pink e o Cérebro olhando pra mim e fazendo careta.

A imagem tinha uma aparência muito mais demoníaca em comparação com o desenho do Pink e o Cérebro. Na alucinação q eu tinha, o rato cabeçudo andava fazendo careta e apontando o dedo pra mim. Fechei os olhos e abri e ele continuava lá. Saí do quarto e fui andar pela cidade, foi nesse dia q eu fui pego pelos PM da Táticos em PGM.Ah... Mas uma das coisas q me arrependo muito d t feito quando tava transtornado.

Uma dessas foi agosto d 2005 eu cortei meu cabelo grande q tava já passando dos ombros. Cortei curto e depois disso eu no dia do meu aniversário, 24 d outubro deu-me a louca e eu rapei a cabeça logo d vez.(Mencionei esse fato quando fui na nova delegacia pegar o escrivão q tinha me batido.)

Só no fim d 2006 q eu comecei a me tratar mesmo e os primeiros meses eu fiquei muito deprimido por causa do tratamento, tentei duas vezes suicídio no inicio d 2006 com superdosagem d remédios. Até em 2006 tive uma alucinação, era em julho senão me engano. Eu já tava bem controlado, por causa do tratamento, tomando só lítium e mais algum outro remédio q não me lembro agora.

Mas sei lá, tenho motivos pra crer q dessa vez não foi bem uma alucinação. Nós tínhamos mudado pra uma casa nova em Paragominas, uma nossa q ainda tava em cosntrução. Eu lembro q eu acordei d barriga pra cima. Só q quando acordei, não conseguia me mexer. Olhando pra cima vi a imagem d um demônio bizarro q era meio homem e meio gato olhando pra mim, d repente saiu d dentro dele mais 2 demônios iguais q ficaram andando e me encarando.

Eles então tavam descendo do teto, eu q não sou muito religioso apelei pro nome d Jesus, fechei os olhos e saí do transe e não vi mais esses bichos bizarros. Foi a única alucinação q aconteceu em 2006 comigo. Nem sei se pode ser considerado como alucinação ou como um tipo d sonho q a gente tem quando não está nem dormindo e nem acordado.

Já me aconteceu isso antes algumas vezes antes mesmo dos primeiros sintomas do meu transtorno. Mas esse dia essa visão foi bizarra. Um amigo meu, o Jairo até comentou comigo sobre o assunto no msn q eu tava mexendo com coisa q não devia. Nunca fiz rituais d invocação d demônios, mas creio q meus pensamentos e meu estado d espírito não tava lá dos mais positivos.
Decidi q não ia expor mais sob os dias q estava em crise aqui no meu blog.(E nem nesse livro.) Só sei q foi muita coisa loca q já fiz nos momentos d crise. Mas o q você lerá aqui. Foi um debate na comunidade Transtorno Bipolar d humor. O tópico se chama: Superstar=Bipolar. Fiz questão d deixar essa parte escrita ao estilo q se escreve na internet.

Aqui eu deixei alguns relatos sob o q me aconteceu no fim d 2006, falando sobre o video KBça d ferro e sobre o q me aconteceu mais menos em maio do ano d 2008 q me fez voltar a tratamento novamente. Acompanhe agora o debate.

Milton Com
Se vcs já viram o video KBça d...
Meu nome é Milton. Sou bipolar. Embora reconheça q ser bipolar tenha suas vantagens em certos aspectos se a pessoa está bem controlada. Mas quando está em crise. O bipolar pode se envolver em situações desagradáveis. Eu por exemplo sou conhecido como "O Guardião Universal" por causa dum video meu q chama KBeça d ferro. Nem vou postar aqui o link. Só sei q fiquei famoso por causa do video e por causa d outros videos bestas q fiz a bobeira d fazer. E sinceramente... Tenho uma fama q não gostaria d ter.

19 mar (1 dia atrás)
Topazio
se vc for do rj, te indico o meu, muito bom, tem um monte de gente aqui na comu que é paciente dele também.

19 mar (23 horas atrás)
TaZ
Cleo
Faço natação e jiu jitsu :)
to fora das competiçoes de jiu desde 2002 qdo minhas crises pioraram muito.
ahh! quebrar pratos deve ser louco rss mas seria mais legal se fosse um restaurante inteiro pra aliviar a tensao.

20 mar (17 horas atrás)
Luciano
Nossa Milton...
Eu vi os vídeos no youtube...vc surtou de vez hein...to pasmo....

20 mar (15 horas atrás)
Igrainne
Milton
Tb vi os vídeos; quase não acreditei que vc é o "aquele Milton" dos vídeos.
De coração, fico contente de te ver aqui recuperado, e bem.
LUZ p/ todos!

20 mar (15 horas atrás)
Luke
"Quem quer ser Bipo ? Me fala que eu faço questão, se caso fosse passar minha doença pra essa pessoa, se eles soubessem como é ser um BIPO, talves mudariam de idéia, só pode ser um bando de desocupados que não tem uma louça pra lavar .....

¬¬ "

Denis, faço das suas, minhas palavras.

20 mar (15 horas atrás)
Cleo
Lucke Parece inacreditavel mas não é...
Aqui mesmo na comu tem gente que pesquisa os sintomas no google pois acha que vai conseguir "emular " a doença... Lamentavel.

realmente se pudessemos doar vc ia entrar na fila pois sou mais velha, fora o ladies first...

beijocas!

20 mar (14 horas atrás)
Cleo
Milton Eu vi o video
1- que covardia fizeram com vc!

2- Velho babaca!

3- Tu tinha que ter ostoporado aquele cretino e o gordão que ele chamou pra te juntar!

4- to indignada, vou dormir com raiva hj!

04:28 (13 horas atrás)
Luciano
Cléo...
Vc já viu ou ouviu falar de algum bipolar com este nível de alteração? é comum ou mais raro?
ele no vídeo não fala coisa com coisa, está bem alucinante, nem sei se essa é a palavra...que triste...
JOSELY MACHADO
CLEO , SANTO DRUMONT ERA REALMENTE BIPOLAR , SE VC PESQUISAR A FUNDA SOBRE A VIDA DELE VAI VER , OLHA EU SOU BIPOLAR , MAS LÓGICO QUE NÃO GOSTARIA DE SER.
POR TOMAR QUATRO REMDEIOS OS DIA , FAZER ACOMPANHAMENTO PSICOLOGICO E PSIQUIATRICO NÃO É FACIL , NÃO TENHO CARTÃO DE CRÉDITOS , POIS NÃO ME CONTROLO, TENHO UM MONTE DE TRECOS E ISSO ME INCOMODA BASTANTE!!!!!!!!!!!!!

SANTOS DRUMONT SE SUICIDOU , DURANTE UMA CRISE DEPRESSIVA E SUA VIDA ERA CHEIA DE PROBLEMAS COM VÁRIOS INTERNAMENTOS E ETC.......................
FICA NA PAZ E BEIJÃO PARA VC!!!!!!!!!!!!!!

11:24 (6 horas atrás)
Ryan
"Guardião Universal" ? (desculpe cara mas eu ri do video, foi mal)

"Ele quebrou minha harmonia" rsrsrs q pérola.

"mas a orelha dele eu só dei um rasgadinho, não cheguei a arranca a orelha fora" -> Mike Tyson Cover

uauhahuauhauhahuhuauhahuahuauhauha desculpa cara, é foda de aguentar aqui huahuauhahua

"Você basicamente tem que ser um Exterminador do Futuro" hahahahhahaha

-----------------------------------------------------

Por essas e outras que o cara tem que pensar bem no que vai fazer, pensar uma, duas, tres vezes...

12:58 (4 horas atrás)
excluir
Milton Com
Bem...
O video é um exemplo da merda q um bipolar pode fazer qd está em crise e sem tomar seus devidos remédios. Muita gente fica indignado com a situação e tem gente q ri. É um humor trágico... Cleo... O q aconteceu depois do video foi q no começo d 2008 eu procurei o cara e fiz as pazes com ele. Ele pediu perdão pelo q me fez e pelo q o irmão dele(o Gordão) fez a meu irmão. Eu tb pedio perdão a ele e ele me perdoou. Meu irmão não quiz processar o cara. Mas com certeza depois daquela situação os caras acumularam carma e tiveram d se ver com as leis do universo.

13:01 (4 horas atrás)
Tatiana
A vida aqui fora do mundo virtual já é tão difícil.
Fico impressionada com o empenho em se estressar também na vida virtual.
Será mania?
Porque eu realmente não entendo pq se desgastar assim, ir dormir irritado, argumentar, contra-argumentar.
Pra que?
Só pra ter a certeza de que tem razão?
Não vale a pena! Isso deixa a gente mais doente ainda.

13:09 (4 horas atrás)
Topazio
Milton eu também ví o vídeo
E posso te garantir que tem muita moça aqui na comu que te achou um gatinho! rs
Por que vc não tira esse video do ar?

Cleo

Você não tá bem, eu já tava observando isso... aparece aqui em casa!


Ryan

Vc achou graça e não entendeu nada do que viu porque simplesmente VOCÊ NÃO É BIPOLAR, É APENAS UM BABACA. E eu tenho muita pena de vc pois bipo não tem cura mas ser babaca nem remedio tem!

Luciano

Eu tenho um amigo que em certa crise jurava que conversava com Kurt Cobain, se estabacou da moto e quase morreu por causa disso. Tenho uma amiga que deu na cara de um sargento PM, que puou de um predio ppara mostrar que sabia voar...

13:09 (4 horas atrás)
Ryan
yauhauhauhauhauhuahuha

13:14 (4 horas atrás)
Ryan
Topazio
Você é psiquiatra por acaso?

Caraleo então eu tomo Depakote em vão esses anos todos... nao sabia

14:40 (3 horas atrás)
Ella
Não sei se eu vi o vídeo certo mas vc mordeu a orelha do cara e depois ele deu com o martelo na sua cabeça? O único vídeo que eu achei inteiro foi esse pois o reto é tudo com montagem...

14:46 (3 horas atrás)
Erick
Nossa, cara, que vídeo Loke! uhahuauha

Quanto ao tópico, sugiro que isso ocorra pelo fato das pessoas estarem afim de ser 'diferente', por mais que essa diferença seja um transtorno de humor.
Eu, pelo menos, tenho um certo receio de tratar desse assunto com determinadas pessoas. :3

14:50 (3 horas atrás)
Topazio
Ella
É este video mesmo! Nossa viu como ele está completamente surtado! Meu deus!

Ryan

Eu não sou psiqu, o google que é! hhauahauhauhauhauahuahaahha
DEPAKOTE com 16? hauhauhauahuahuahuahauhauahuahauuau
Topazio
Ryan
E vc continua achando graça da desgraça dos outros? Por que não ri da desgraça da tua mãe de por uma bosta como vc no mundo. Um cara sem personalidade, vazio, burro, imaturo e muito mentiroso!E o pior....

Não se enxerga e não enxerga o quanto as pessoas o repudia!

14:55 (3 horas atrás)
Rodrigo
continuo falando
o ryan compro o pc do milhão e sai escrevendo merda ou coisas que tem vergonha de falar em publico

14:59 (2½ horas atrás)
daniel
Vc já viram quanto tempo ele fica no orkut?
O DIA INTEIRO!!!!!!

Ou seja, ninguem aguenta as metiras e as burrices dele fora da tela

Não pega ninguem!

E é vagabundo, pq esbanja saude, não estuda nem trabalha.

Realmente Topazio, que desgraça para essa mãe!

15:01 (2½ horas atrás)
Rodrigo
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
boa o cara ai de cima escreveu tudo rsrsrsss

15:02 (2½ horas atrás)
Topazio
Realmente Dan
As postagens dele começam as 9h da manhã e terminam as 2h da madruga.
É um pobre coitado...

15:07 (2½ horas atrás)
Rodrigo
rsrsrs so de pensar que eu vendia computador para
umas peças dessas.eu olhava e ja pela cara de idiota ja sabia esse vai descobrir a net se sentir rei e escrever um amontoado de bobagens.

15:13 (2½ horas atrás)
daniel
Então se voltar a vender pc já sabe...
Escopeta do lado do balcão... vc perde uma venda mas faz um bem para a humanidade!

15:17 (2½ horas atrás)
Ryan
eu sou uma estrela
logo tem os planetas em volta, sem mim vocês não tem assunto, logo, são vazios...

15:19 (2½ horas atrás)
Rodrigo
vc estrela ?
estrela do que maluco se é o mais burro de todos que estão aqui se marcar nem bipolar vc é malandro ta aqui fazendo fita.

rsrss vender Pc nunca mais rsrsss ai essas peças igual o ryan compram e é de lei depois reclamam para trocar o sistema operacional rsrsrsssss

15:21 (2½ horas atrás)
daniel
Ryan = Superstar
Enfim vc está admitindo.....

Aproveita e admite logo que não é pbipo pq ficar te pegando na mentira de novo perde a graça.

Topazio
Opaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Planetas em volta de estrelas?????? Não é ao contrario não?

hauahuahuahauhauahuahauhauhuhuhuhuhuhuahuahuahuah

Burrooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!!!

hauahuahauhauhuahuahuahuahuhauhauahuahauahuhuhaua

15:26 (2½ horas atrás)
daniel
Só falta ele dizer que é o sol!
Se ele falar nisso na boa, é caso de internação... para os pais deles coitados!

15:27 (2½ horas atrás)
Ella
Eu queria muito que ele falasse a respeito disso como começou tal, pq não foi simplesmente um surto, teve muito mais coisa envolvida no meio, não digo que ele não estava surtado mas eu entendi que ele teve motivos pra agredir o cara lá, sei lá, existe tanta violência e hoje em dia tá cada vez mais nítidopra todos, eu acho que estaria na mesma situação dele, mas no caso to imaginando o que pode ter acontecido, todo o contexto, de onde começou toda a discussão, parece que foi por religião e tudo eeu sinceramente me dei muito mal com evangélicos, me dei muito mal em uma igreja evangélica e já imaginei muitas vezes explodindo todas as igrejas mas isso não vem ao caso, só queria saber dele o que realmente aconteceu e se ele realmente estava em um surto psicótico, falo isso por mim, já falei como ele, agindo daquela maneira mas não estava surtada.

15:33 (2 horas atrás)
Topazio
Pelo que eu entendi ele namorava a filha do coroa que é crente. ele por sua vez dizia que o milton era satanista, e pregava da porta da rua pra fora mas batia na propria esposa e na filha (namorada do milton).
A gota dágua para a briga eu não sei qual foi, aí só ele pode dizer. Mas não foi o fato de ele ter brigado que me chamou a atenção e sim, o olhar, a fala e principalmente o fato de levar uma martelada e quase que não sentir dor. Foi como postaram lá no youtube... se aquilo pega legal, ele teria morrido!

Só acho que ele deveria tirar o video do ar.

15:42 (2 horas atrás)
daniel
Acabei de ver o vídeo
Não vou dizer que estou chocado pq ando com um grupo de amigos bipos (nos conhecemos na sala de espera do psiqu em maioria) e nas horas dificeis um procura ajudar o outro. Minhas crises são mais depressivas (sou bipo II) mas nesse grupinho tem duas pessoas tipo I que já alopraram muito, e fizeram coisas do arco da velha. E, na maioria das vezes eu estava junto.

Uma dessas pessoas do grupo teve 4 videos de suas crises expostos no youtube, ela até consegue tirar, mas as semanas passam e aparecem de novo. É muito triste ver que a desgraça alheia e comedia para ignorantes mas fazer o que?

15:44 (2 horas atrás)
Ryan
ahuuhauauhauhahuauhuha mto hilario o video hahahahhaa

15:49 (2 horas atrás)
Topazio
vc já falou isso...
Bota uma melancia na cabeça e vai pra rua.... ou já fez tb?

15:53 (2 horas atrás)
Ella
O foda é que uma vez o vídeo no you tube é muito difícil de tirar, vai saber quantos retardados como um certo cerzinho insignificante que achou tudo muito engraçado já não copiaram o vídeo pro pc aí é só mandar pro you tube de novo e continua, nunca sai do ar, sai do you tube e vai pra algum blog, nem tem como ele tirar, ele levou sorte da onde pegou a martelada e mais sorte ainda de não ter nenhuma hemorragia interna, se fosse em outra parte já era...

15:53 (2 horas atrás)
daniel
Ryan
Vc achou hilario? Isso é prova que vc nunca teve crise, isso é prova que vc não é bipolar.

Agora deixa eu me arrumar para ir para a facul, pq hj é sexta feira a noite promete.

Ah vc não sabe o que é isso, você não pega ninguem como TB FICOU COMPROVADO.

babaca, continua ae sendo feito de palhaço!
ahuhuahauhauhauhauahuahuahauhauahuahuahua

15:55 (2 horas atrás)
Topazio
Ella
pois é, se aquela martelada pega 4 dedos pro lado já era!
Ryan
Claro que sou, infelizmente sou. Agora não posso achar graça em algo? hahahaha

16:10 (1½ horas atrás)
Fire Lenna
Sobre o tópico
O grande problema está nessa mania de associar famosos à doença. E o pior, na maioria das vezes puro chute. Então tem muita gente futil que acha que ser bipo é ser uma diva igual a Maysa, ou um genio como Cobain.

Realmente o Kurt era bipo, mas bebia e se drogava então o lithium que ele tanto louvava ia pra urina e vivia tendo surtos de depressão. Resultado... se matou

Maysa não é comprovadamente uma bipo mas se fosse o caso era outra que não se medicava, bebia demaissss e vivia tendo supostos surtos de mania resultado... se matou!

16:12 (1½ horas atrás)
Fire Lenna
Sobre o video
Uma situação muito lamental sem duvida.

Milton vc é de que parte do brasil?

16:16 (1½ horas atrás)
Fire Lenna
E realmente...
Você é muito gato!

16:38 (1 hora atrás)
Dinho
Milton no youtube
Ae véio, se na frente das cameras te pegaram na covardia e te deram uma martelada, imagina se a TV não estivesse lá. E se dizem evangelicos!
Aquele outro cara sujo de sangue que é o teu irmão? Bateram nele tb?

Mylenna...
Olha o fogo muié! rs

17:06 (52 minutos atrás)
excluir
Milton Com
Topazio
Não fui eu q coloquei o video no ar. Foi alguém aqui d Paragominas q fez vazar o video pra o youtube.

17:26 (32 minutos atrás)
excluir
Milton Com
Vou dar mais detalhes sob a situação
Bem gente. Eu estava sem tomar os remédios. Não controlava mais meus impulssos. Sabia q o cara, batia na filha e na mulher. A filha dele, a Luana, é só uma amiga minha q um dia eu já agarrei. Não namorava ela. Mas ela sempre me contava q o Paulo, batia nela e na mãe.

Depois d uma noite acordado sansando na rua. Em q eu fiz um monte d coisas loucas tipicas d um bipolar em crise. Como chutar a boca do estômago d um bebum q me passou uma cantada na praça central e depois xigar cerca d 12 pastores batistas q vieram na praça fazer um ritual d esconjuro d demônios. Depois d quase fazer uma delegada ter um infarto d raiva d mim qd fui na delegacia. Era já d manhã quando voltava pra casa e resolvi converssar com o Paulo. O cara q batia na filha adotiva e na mulher.

Fui tentar falar com ele numa boa pra ele deixar d bater na mulher a na filha. Ele se zangou não deixou eu falar e aconteceu a briga. Foi então q no meio da briga eu mordia orelha dele. A mulher dele nos separou junto com as filhas. E eu ja tava surtado d vez. Sai d lá, fui em casa tomei um banho. Depois fui pro hospital ver minhas amigas enfermeiras. Até aquele momento minha mãe já sabia do q tinha ocorrido e pediu pra meu irmão me acompanhar.

Foi ae q cheguei no momento da gravação do video e ocorreu aquela situação. Não tive traumatismo crâniano, mas meu irmão teve, teve q ir o mesmo dia prsa Belém. Moro no Pará, Paragominas. Sob o momento do video. Não senti dor, e pudia jurar q tinha afundado o oço qd toquei a cabeça. Mas qd cheguei no hospital só deram os pontos pq não teve traumatismo.

Meus pais tentaram me internar em Belém. Mas o médico me deu a opção d ir pra fazenda d meus avós e ficar me tratando lá. A gente foi pra lá e depois fui pra um hotel fazendo em q minha mãe ficou cuidando d mim enquanto meu pai tinha voltado ao trabalho.

Nisso, era 2006 qd aconteceu o video. O ano d 2007, o video vazou e ficou sendo visto só por quem morava em Paragominas. No fim d 2007, colocaram no youtube. Continua.

17:30 (27 minutos atrás)
Fire Lenna
Fala com a Cleo
Tinham 4 videos dela, em diferentes situaçoes em surto. Ela conseguiu junto ao youtube q os videos fossem retirados. Claro que reaparecem mas ela comunica e somem de novo. Essa semana por exemplo não tem nenhum no ar.

17:41 (16 minutos atrás)
excluir
Milton Com
Continuando
Deu o fim d 2007 e eu já estava melhor, seguindo o tratamento. Foi então q chegou 2008 e apareceu um monte d gente no meu orkut me adicionando por causa do video. Ganhei muitos fãs q me apoiavam e alguns idiotas q vinham no meu orkut me xingar.

Até q me consultei com uma psiquiatra em Belém q me diagnosticou como bipolar. Antes minha outra psiquiatra dizia q eu tinha disturbio comportamental e me dizia tb q eu tinha cura, mas mudou d idéia no fim d 2007 por causa d uma bronca ae q rolou entre mim e um cara com quem tinha um caso.`Pois além d bipolar, sou bisexual tb.

Foi então q no inicio d belém, a psiquiatra nova me deu o diagnostico d bipolar. Só q eu parei d tomar os remédios q ela tinha me receitado. No inicio tava até bem. Foi até em fevereiro. Procurei o cara q mordi a orelha e fiz as pazes com ele e tal.

Ae eu troquei d psiquiatra, o doutor Walber, mas mesmo assim continuei sem tomar os remédios. Antes ele chegou a desconfiar q eu era esquisofrênico, mas depois viu q eu era bipolar mesmo. Mas mais o menos no mês d maio, depois d ter voltado a ter as crises d novo q aconteceu o pior. Estava no lugar errado com a pessoa errada. Um homem d 42 anos tb transtornado. Dois loucos juntos só pode dar em muita merda. E deu em merda.

Dois policias. Q não estavam a serviço. Pensaram q eu era um drogado garoto d programa e traficante, e penssaram q outro doido era um traficante e drogado tb. O problema q o outro doido tinha armado um barraco na loja d conveniência do posto, eu tava junto e sobrou pra mim tb.

O resultado foi traumatizante depois. Fui torturado por quase uma hora pelos policiais no banheiro do posto. Eu não sentia medo nem dor. Mas tb não reagia, e como demonstrava calma mesmo sendo torturado, ae q tomava mais porrada ainda. Foram muitos chutes na cabeça, socos nas costelas e na cabeça.

Tanto q eu me cansei e falei pra eles calmamente. "Por favor senhor, não precisa me bater pra saber algo sobre mim. É só me perguntar q eu t repsondo." Eles então fizeram umas perguntas básicas do tipo quem é seu pai e sua mãe e o q eles fazem e bláblá. Cotinua.

17:54 (3 minutos atrás)
excluir
Milton Com
Continuação
Sai do banheiro e fui preso com o outro cara transtornado. Lembro-me d ter xingado todo mundo enquanto saia do posto. Meus pais ficaram revoltado e queriam processar os policiais. Eu tb fiquei querendo. No dia q fui torturado, tirei um raio x da cabeça e das costelas, não tinha nenhum osso quebrado tb.(Uma observação q faço agora q não tinha feito antes quando postei no tópico do Orkut esse relato. Quando fiz o raio x em Paragominas, não deu nenhuma fratura, mas quando fui em Belém fazer um outro raio x d novo. O novo raio x, mostrou q eu tinha uma pequena fratura nele. Nada d demais, só da pra perceber a fratura apolpando meu nariz e é pouca coisa mesmo. Hoje tenho uma cicatriz no nraiz só e a pequena fratura, q aconteceu devido a um chute d cuturno.) Fui pra Belém d novo. Depois q tive um outro surto em Belém na kitnet do meu irmão em q eu destrui a televisão dele, ele ficou furioso comigo e um tempão sem converssar comigo.

Eu então passei a me medicar com doutor Walber. Como queria ser perdoado pelo meu irmão decidi q perdoaria os policiais Tb pra ser digno do perdão do meu irmão. Deixei uma carta pro escrivão q ficou d entregar a carta pros policiais e deixei d processar os caras.

Meu irmão me perdoou. Foi então q depois d um tempo me tratando d novo deixei d ter crises e um dia perguntei a meu psiquiatra se um dia eu poderia viver sem remédios. Doutor Walber tb tinha me diagnosticado como bipolar. Falou q um dia poderia ficar sem tomar os remédios, mas pra isso teria q ter um auto-controle. E q a medicação poderia variar d 2 a 4 anos em q eu deveria tomar.

Hj estou bem. Embora tenha alguns efeitos colaterais. Nada q seja tão dificil d conviver. Já estou me tratando a quase um ano. E pra meu psiquiatra tenho progredido. Espero um dia não precisar d tomar remédios mais, pois tenho um amigo bipolar q vive bem mesmo sem tomar os remédios. E um dia espero q seja a mesma coisa comigo tb.( Aqui acaba o relato q deixei no orkut.)


Mas uma coisa eu tinha me esquecido d dizer nesses posts do orkut. Vou dar mais detalhes sobre o q aconteceu com Paulo e seu irmão Gabriel. Os caras do vídeo. Foi em fevereiro d 2008 q procurei o Paulo, o cara q eu mordi a orelha. Mandei uma carta pra ele dizendo q iria procurá-lo pra lhe pedir perdão. Eis a carta q mandei pro Paulo.

“Seja quem for q estiver com essa carta em mãos agora. Saiba q quem está escrevendo. Mas q quando você estiver lendo já vai estar escrito. É o Milton autor dessa carta! Milton José Rodovalho Moreira d Lima! Ok! Essa mensagem vai pra você Paulo. Depois d ter t deixado.com os nervos queimando os miolos por ter deixado sua orelha abençoada com uma profunda cicatriz q t marcou até a alma. Resolvi engolir meu orgulho e criar coragem pra ir ae t pedir perdão. Perdão! Isso mesmo. É isso q quero fazer. Espero q quem quer q seja q esteja lendo essa carta no momento, esteja conseguindo ler minha letra. Pois é Paulo. Fui ae nesse domingo dia 13 do 4 d 2008. Duas vezes. Na primeira você não estava. Na segunda você estava dormindo. Falei pra Luana q segunda feira estaria ae pra falar pessoalmente com você. Apesar d ser louco. Tenho bom senso. Não sei se você vai querer me receber com uma peixeira na mão ou com uma Bíblia. Talvez até com os dois. (Duas q eu queria dizer...) Resumindo. Não sei se vai querer me apertar a mão. Seja lá o q for. Sou doido o suficiente pra ir ae desarmado. (Já sou uma arma ambulante mesmo... Hehehe!!!!) Vo ta só com Deus e Jesus mesmo. (Devia ter escrito o Espírito Santo Também.) E vo t encara! Ae voc~e terá as seguintes escolhas. Vir pra cima me matar ou resolver tudo numa boa tomando um café. (Bem q prefiro um refrigerante Guaraná. Mas acho melhor ainda meio copo d café forte com meio copo d refrigerante d Guaraná.) Resolvi t perdoar e também irae... Ira ae t pedir perdão, por q parei d t ver como um cara mal em certos aspectos. (Com certeza são muito pouco esses aspectos! Pode crer gente!) Pode ter certeza q to indo ae t ver Paulo. Tenho q t esclarecer coisas sobre mim também, q você precisa saber antes q comecem a inventar e aumentar como sempre fizeram e ainda fazem nessa cidade. (É o q mais fazem nessa cidade quando se fala no nome Milton aqui em PGM.) Mas na boa. Quando Deus nos permite q nos aconteça algo ruim, é porque quer nosso bem. E pelo visto você e a sua (Tinha esquecido d colocar aqui “família estão bem” também.) também. Entro em contato com Luana. Fique com humor (Serve também “umor” com “U” também.) d Deus!!!! Hehe.”

Ele então me recebeu bem em sua casa. Fizemos as pazes. Eu pedi perdão a ele e ele me perdoou. E ele também pediu perdão pelo q ele me fez e pelo irmão dele. O Gabriel. O cara q acertou meu irmão pelas costas.
O Paulo tinha passado por muitas dificuldades desde q aconteceu o vídeo. A mulher o tinha largado, ae ele teve q cuidar do monte d filhas e um filho sósinho. Mas ele já tinha arranjado uma outra mulher quando eu o procurei. Ele mudou muito e eu também. Em fevereiro d 2008 eu tinha abandonado os medicamentos. Mas pelo menos fiz as pazes com Paulo.

Tentei converssar com Gabriel também. Ele num quiz nem converssa, mas ainda assim fiquei muito tempo com raiva do cara em 2008. Mas depois disso eu o perdoei também. Não foi pessoalmente q eu o perdoei. O q me levou a querer perdoa-lo, foi o fato do Paulo ter me perdoado. Ae eu pensei. Se o Paulo me perdoou porque também não posso perdoar o Gabriel? Foi ae q deixei de lado a raiva e o tempo ajudou a esquecer o mal q Gabriel fez a meu irmão.

Meu irmão nem quiz mesmo processar o Gabriel. Ele foi bem benevolente. Até q hoje nem adiantaria ele querer processá-lo, porque o tempo pra ele procurar a justiça é d 2 anos. Esse tempo tinha acabado no fim d 2008. Mas não pense q Gabriel ficou ileso. Mais o menos abril d 2009 vi o Gabriel todo ralado e com um braço quebrado. Depois fui perguntar pra mulher do Paulo o q q houve com ele. Ela disse q ele tinha caído d moto se ralado todo e quebrado o braço, quase perdeu o braço. Teve q por pino no braço dele q teve fratura exposta.

Foi ae q comprovei q a lei da ação e reação existe mesmo. Depois ainda vim a descobrir q o Gabriel vive se dando mal em tudo q faz também. O cara é mal! Mas torço pra q ele se concerte assim mesmo. Em vez d ver meus inimigos se lascando d vez. Eles podem até se lascar. Mas q pelo menos se concertem depois e virem homens bons. Melhor torcer q um homem mal se torne bom do q querer ver ele só se desgrançando. Afinal. Todo mundo merece uma chance.
Em meados de 2010 Milton começou o seu canal no youtube o qual mantém até hoje.

Milton chegou a escrever um livro de ficção, um sonho na vida dele que conseguiu realizar:
Ravew.png
Link para download: https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/6613728
Após a queda do Orkut Milton decidiu postar seus delírios em outras redes socias como o Twitter e o Facebook:
Facebook milton.png
Em meados de 2015 ele abandonou redes sociais como o Facebook e Blog pois não tinha mais saco para manter nenhum deles, e continuou usando apenas o Youtube.
Em 2018 Milton teria voltado temporariamente no Twitter para comentar as últimas e fazer um apoio o Amôedo:
Miltom twitter 1.pngMiltom twitter 2.pngMiltom twitter 3.png
Em pleno 2019 ainda continua com o youtube na ativa mandando sinais para os que desrespeitam sua vontade de Guardião Universal da Açailândia e frequentando academia de artes marciais da cidade:




Por tempo Milton tenta cumprir sua missão como o escolhido de Açailândia mostrando um comportamento completamente errático, ainda não sabemos se ele conseguirá completar sua missão tão breve, porém Milton deixa sempre uma mensagem dizendo que não é realmente tudo o que os outros dizem dele na internet.


Mídia Social:
Youtube: https://www.youtube.com/user/MiltonTBH
Twitter: https://twitter.com/Miroteando (http://archive.li/TgNIY)
Blogs: http://ojovemsonhador.blogspot.com/ (http://archive.li/Nr2wN)
http://guardiaouniversal.blogspot.com/ (http://archive.li/Pf48T)
Facebook: https://www.facebook.com/milton.jose.148 (http://archive.li/HDhkC)
 
Last edited by a moderator:

Null

Ooperator
kiwifarms.net
Please use youtube-dl.exe and acquire any videos under 100MB as MP4s and attach them directly.
 

AmokSweptMeFromMyFeet

Ich Bin Gott
kiwifarms.net
>"É muito simples: quando as pessoas quebram as regras de ouro, então elas vão ter o caos."
>"Ele é- Ele é supostamente um crente que vai a igreja, mas- faz aquela marca de santo, mas age igual um DeMôNIo!1!"
Aah, bons tempos do YouTube Poop BR.
 
  • Like
Reactions: ElAbominacion

Bluezao

Hufflepufflepuffpuffpass
kiwifarms.net
cara, esses tempos sei lá o pq ele tava fazendo umas live com o Deita, que é outro verme por sinal
 
Tags
None

About Us

The Kiwi Farms is about eccentric individuals and communities on the Internet. We call them lolcows because they can be milked for amusement or laughs. Our community is bizarrely diverse and spectators are encouraged to join the discussion.

We do not place intrusive ads, host malware, sell data, or run crypto miners with your browser. If you experience these things, you have a virus. If your malware system says otherwise, it is faulty.

Supporting the Forum

How to Help

The Kiwi Farms is constantly attacked by insane people and very expensive to run. It would not be here without community support.

BTC: 1DgS5RfHw7xA82Yxa5BtgZL65ngwSk6bmm
ETH: 0xc1071c60Ae27C8CC3c834E11289205f8F9C78CA5
BAT: 0xc1071c60Ae27C8CC3c834E11289205f8F9C78CA5
LTC: LSZsFCLUreXAZ9oyc9JRUiRwbhkLCsFi4q
XMR: 438fUMciiahbYemDyww6afT1atgqK3tSTX25SEmYknpmenTR6wvXDMeco1ThX2E8gBQgm9eKd1KAtEQvKzNMFrmjJJpiino